COMUNICADO - CCT 2020/2021

Publicada em 10-30-20

 

Em sessão de julgamento do dissídio coletivo, realizado nesta sexta-feira (30), os desembargadores do TRT - 5 decidiram manter o plano de saúde, nos mesmos moldes da Convenção Coletiva 2019, com fundamento de que é um direito pré-existente. O entendimento do TRT 5 acompanha a jurisprudência do Tribunal Superior do Trabalho por isso, não é viável recorrer da decisão, neste momento. O sindicato retomará a negociação desta cláusula no próximo ano, sempre buscando uma CCT equilibrada para ambas as partes.

Como informado da semana passada, a CCT 2020/2021 já está em vigor. Foi estabelecido um reajuste linear de 2,5% (salário e ticket refeição), não retroativo para funcionários que tiveram os contratos suspensos, durante a pandemia. O sindicato laboral havia solicitado, inicialmente, um aumento de 7.5%, 5% de ganho real mais INPC.