Sindauto Bahia defende o segmento em audiência pública na ALBA

Publicada em 11-18-19

 WhatsApp Image 2019-11-18 at 11.21.57

O Sindauto Bahia teve participação ativa e defendeu os interesses da categoria na audiência pública realizada nesta segunda-feira (18) na Assembleia Legislativa. A reunião tinha como objetivo discutir “As recentes modificações no CONTRAN/DETRAN sobre regulamentação do trânsito e os impactos na segurança” e foi convocada pelo deputado estadual Alex Lima.

Representando o segmento na mesa diretora, o presidente do Sindauto Bahia, Francisco de Assis, esclareceu aos presentes informações sobre o segmento, sobretudo, relacionadas ao valor praticado pelos Centros de Formação de Condutores. “É comum as pessoas atribuírem todos os custos do processo de habilitação às autoescolas. No entanto, o preço que os alunos pagam inclui taxas que o candidato precisa pagar a vista como o laudo, os exames médico e piscicoteste, que não tem nenhuma relação com a autoescola”, afirmou o presidente, defendendo a categoria que empresa mais de 6 mil pessoas na Bahia.

Além disso, o presidente do sindicato sugeriu o desmembramento do laudo de carro e de moto, Além do monitoramento dos exames de rua como das provas teóricas, tanto nos SACs como Ciretrans.

Entre os presentes, o secretário de Saúde do Estado da Bahia, Fábio Villas Boas, e a deputada federal Lídice da Mata destacou a importância da fiscalização, sobretudo, no interior do estado, para combater as infrações e reduzir os índices de acidentes.
No dia 26 de novembro, o Sindauto BA estará em Brasília para nova audiência sobre a Formação de Condutores, às 14h, na Comissão de Viação e Transportes.