Empresários debatem sobre o cenário do segmento e definem plano de ação em defesa da categori

Publicada em 03-27-19

WhatsApp Image 2019-03-27 at 16.54.15 (2)

Nesta quarta-feira (27/03), empresários associados do Sindauto Bahia estiveram reunidos na sede do sindicato para a Assembleia Geral Ordinária da categoria. A pauta da reunião foi a Prestações de Contas do 4º Trimestre/2018 (Out, Nov e Dez/2018) e 1º Bimestre/2019 (Jan e Fev/2019). O edital de convocação da assembleia foi publicado no dia 13 de março, no Jornal Correio. A assembleia foi transmitida ao vivo pelo Youtube, permitindo a participação de empresários do interior, que elogiaram a ferramenta adotada pelo Sindauto BA. “Parabéns ao Sindauto por proporcionar, através das tecnologias disponíveis a participação de todos os filiados”, afirmou Antônio Cruz, pelo  canal no Youtube.

Além de discutir os assuntos em pauta, foram apresentadas as medidas do sindicato diante do atual cenário político, que pretende realizar mudanças significativas no processo de habilitação. A diretoria posicionou os presentes, informando as ações adotadas pelo sindicato até o momento:

A cartilha com o manifesto em defesa do segmento será encaminhada a todos os associados, para que tenham conhecimento sobre as questões em discussão, entre elas, a possibilidade de tornar facultativo o curso teórico no processo de habilitação. Além do risco de agravar consideravelmente o índice de acidentes no trânsito, esta medida vai agravar a crise do segmento que emprega, só na Bahia, mais de cinco mil empregos diretos.  Após a mobilização em Brasília, a comitiva do Sindicato posicionará a categoria, em seus canais institucionais, sobre os desdobramentos do encontro.  

Sobre a Escola Pública de Trânsito

No dia 26 de março, foi publicada no Diário Oficial da Bahia, a suspensão de abertura de novas turmas, no âmbito da Escola Pública de Trânsito (EPTRAN). A medida segue a recomendação N°02/19 do Ministério Público da Bahia. A medida resultou de uma articulação da categoria e do Sindauto Bahia que apresentou denúncia ao MP em 2015, conforme parecer emitido pelo órgão. "Ressaltamos que essa conquista não é do sindicato, mas de todo associado que apoia e fortalece as iniciativas e os pleitos feitos pelo sindicato, de todas as formas possíveis. Foi assim com o simulado teórico e esperamos que essa luta continue trazendo resultados para o segmento", diz Francisco de Assis, presidente do Sindauto BA.